segunda-feira, março 05, 2012


3

A garota procurava se entender, tentava colocar os pensamentos nos lugares corretos e organizar as palavras pra ver se fazia sentido, se alguém, inclusive ela própria, seria capaz de compreender quem era ela. Tinha essa vontade absurda de fazer as coisas certas, deixar e colaborar para que as coisas funcionassem, mas quando se dava conta já era tarde demais — já tinha feito algo errado. Estava acostumada com a falta de sentido de tudo, acostumada a dar passos no escuro, sem saber ao certo o que esperar. Acostumada até mesmo a desatar os nós, desapegar-se das lembranças — sempre tarde demais, sempre fazendo algo errado — rastros de tudo que veio permanecendo pelo caminho. Continuava, então, andando sozinha,ocupando-se com o intuito de não se lembrar, de deixar seus próprios rastros pelo caminho, tinha de desaprender como era machucar, aprender a ser menos, fazer menos, mas mesmo assim acertar mais. Tinha essa vontade de descobrir tudo, desvendar-se sempre, descobrir-se cada vez mais. Tinha essa vontade de ser sem se deixar entender

3 comentários:

Daniela disse... [Responder Comentário]

que fofo seu blog!

flor...
estou participando de um concurso no
facebook, podes me ajudar?
E só COMPARTILHAR essa foto aqui:
http://www.facebook.com/photo.php?fbid=266012653478618&set=o.170691742989&type=3&theater

Obrigada, e bom finde!

Sonhos Pré-Concebidos disse... [Responder Comentário]

hahaha adorei, seu blog é muito fofo *-* se der passar no meu? espero que goste também rs Beijocas:* www.sonhospreconcebidos.blogspot.com

Esvazie-se disse... [Responder Comentário]

@Sonhos Pré-Concebidos Fico feliz que tenha gostado, de verdade. Vou passar por lá, sim. Beijos.

Postar um comentário